Agentes Cáritas apresentam trabalho sobre Educação Contextualizada em universidade da Bahia

No período de 30/08 a 01/09/2017 ;eu Viviane Brás, Bruna Mabel e Cecília Reis, ambas agentes da Cáritas Diocesana de Crateús (CDC), participamos do VII Workshop Nacional de Educação Contextualizada para Convivência com o Semiárido Brasileiro, IV Colóquio de Pós-graduação do Vale do São Francisco. Diversidades e Direitos em Territórios Semiáridos, 2017. Nós e o também agente Cáritas, Adriano Leitã, escrevemos um relato de experiência intitulado: “CÁRITAS DIOCESANA DE CRATEÚS E PRÁTICAS EDUCATIVAS PARA FORMAÇÃO DOCENTE: A EDUCAÇÃO CONTEXTUALIZADA PARA CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO NA PROMOÇÃO DA DIGNIDADE HUMANA”.

O trabalho foi apresentado na manhã do dia 01/09, no GT EDUCAÇÃO CONTEXTUALIZADA, FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS EDUCATIVAS. O evento foi promovido pelo Programa de Pós-graduação em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos – PPGESA da Universidade do Estado da Bahia no Campus III de Juazeiro-BA, que teve como objetivo provocar o “diálogo de saberes” e trazer à tona quais aprofundamentos teórico-metodológico-epistemológico têm sido elencados em torno das suas categorias fundantes: Diversidade, Direitos, Contextualidade, Territorialidades e Interculturalidade e mapear, a nível nacional, as ações educativas e organizacionais contextualizadas das instituições governamentais e não governamentais e de como provocam e fortalecem, nos diferentes contextos socioambientais-culturais, a interculturalidade, a compreensão da diversidade e os laços de pertencimento e de territorialidades das gentes sertanejas, do campo e da cidade, com a natureza e o território Semiárido.

Para nós, participar desse evento foi muito enriquecedor pela troca de experiências e construção de novos conhecimentos que fundamentam a Educação Contextualizada. Tudo isso tem uma relevância muito salutar para nós educadores/as que acreditamos nessa proposta decolonizadora de educação. Dialogar com grandes teóricos como José de Souza Silva e Roberto Malvezzi, Edonilce da Rocha Barros, Edmerson dos Santos Reis, entre outros, nos motiva a buscar melhorias e fortalecimento para o trabalhos que desenvolvemos no projeto Contexto: educação, gênero e emancipação através da Cáritas Diocesana de Crateús”.

Por Viviane Brás, pedagoga e agente Cáritas.