O Dia Nacional da Juventude em Crateús

“Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em plenitude” com essa frase se abriu o dia da Juventude em Crateús, um momento de fé, esperança e construção que contou com a presença de 300 jovens dos municípios de Crateús, Parambu, Quiterianópolis, Tauá, Ipueiras e Ararendá, reunidos na sede da escola Regina Pacis com o apoio da Cáritas de Crateús, a paróquia Senhor do Bonfim e a diocese.

“Tem um autor que diz uma coisa provocante que a juventude não existe, mas existem os jovens, com rostos concretos, então temos que falar de juventude indígena,  negra, branca, zigana, moradora de rua, migrante” assim o bispo, Dom Ailton, deu início ao momento das oficinas. Cuidar da vida e agradecer por esse dono, olhando as várias dimensões da espiritualidade foi o lema das atividades.

Para Larissa Oliveira, jovem participante da oficina espiritualidade e autoestima, foi um dia de muita alegria por ter compartilhado com outros jovens um momento de união que fez ela refletir sobre o sentido da vida e a importância dos elogios. 

Além desse assunto, o dia foi dedicado a terapia comunitária, a espiritualidade e a família, a corporeidade e o perdão. 

“Espiritualidade é muito mais que igreja, muito mais que rezar, a gente acha que ler a palavra de deus seja suficiente mas é muito além, assim como o sentido da família que vai além dos pais e das mães Nós temos que agradecer mais, que viver nesse mundo difícil sabendo que tem muitas pessoas que nos apoiam e nos acolhem” afirmou Cícero Romão, da comunidade Umburana. 

Um dia muito rico em troca e partilha, no qual os jovens se reconhecem por aquilo que são, falando dos problemas concretos do dia dia, trazendo uma nova ideia de espiritualidade, mais complexa, que abrange a vida toda do ser humano, tomando em conta aspetos que quase sempre esquecemos, que são a relação com o próprio corpo, o viver em comunidade e a prática do perdão. Todos aspetos imprescindíveis para poder construir o bem viver desde uma perspectiva jovem. 

Por: Comunicação Cáritas

Fotos: Comunicação Cáritas