Resab planeja formação em Educação Contextualizada

Foi construído na manhã de ontem (06/01), na sede da Cáritas de Crateús, parte do Plano de Formação continuada de Educadoras e Educadores da RESAB em Educação Contextualizada para convivência com o Semiárido. No processo devem ser envolvidas 40 pessoas de seis municípios dos sertões dos Inhamuns e Crateús (Crateús, Independência, Nova Russas, Quiterianópolis, Tamboril e Ipaporanga). A formação continuada ocorrerá bimestralmente, contando com a parceria de formadoras/es de universidades da Bahia, da Paraiba, do Piauí e do Ceará.

Segundo Paulo Giovane, membro da RESAB-Crateús, a proposta é garantir formação de qualidade e continuada para um grupo de multiplicadoras e multiplicadores, numa estratégia de continuidade e fortalecimento da Educação Contextualizada para Convivência com o Semiárido (ECCSA) no território. “Nós fizemos o plano pensando em cumprir uma agenda de formação para 2016, mas a ideia é seguir estudando, aprofundando, de forma continuada e planejada, durante muitos e muitos anos”, explicou. É uma das estratégias da Resab para seguir fortalecendo a ECCSA após o encerramento do projeto patrocinado pela Petrobras.

As temáticas estudadas esse ano serão: Conjuntura da Educação Nacional, Estadual e Territorial, em março; História da Educação no Brasil, Ceará e na região em maio; Bases Teóricas da Educação Contextualizada para Convivência com o Semiárido em julho; Fundamentos para elaboração da proposta curricular e Projeto Político Pedagógico em setembro;